Pages

agora, pode ser a tua vez?... um poema, uma reflexão...

.
.
.


.
.
.
.
vá lá..... deixa-te de tretas... ehehehe... escreve o que te diz esse Coração lindo...

"Saltas da árvore da vida
Para o ocaso sem fim…
Dás o salto sem medo
Que te leva do fruto
À semente…
Aqui,
Neste ocaso de luz,
Onde tudo acaba
E tudo começa
Na eternidade do amor,
Estou Eu,
O teu Senhor.Serás semeado,
Regado, alimentado,
E darás fruto abundante,
Porque serás e estarás,
Enraizado em Mim…"

Joaquim

"De uma sementinha
nasce um grande coração
alegre para a vida
sem medo e sem solidão."

Inesita

"Gosto desta vida sem terra que nos prende os pés...
Ter nas nuvens a casa sem telhado
Para apreciar o céu mais além...
E em casa o céu há distância da pele.
Gosto desta vida pura,
Desta casa sem portas,
Deste céu cheio de vida.
Gosto da sala, do quarto e do corredor...
Da segurança o tronco que rasga o céu,
Da música que paira sem parar...
Das cores que em arco são mundo...
E dos saltos que não saltam mas caminham.
Gosto de Ti que vives comigo...
Gosto da família que abraçamos nesta casa inteira...
Gosto de gostar..."

Ni
.
.
.
.
.
Agradeço profundamente a riqueza imensa destas partilhas!
Abraço muito grande!

4 comentários:

joaquim disse...

Saltas da árvore da vida
Para o ocaso sem fim…
Dás o salto sem medo
Que te leva do fruto
À semente…
Aqui,
Neste ocaso de luz,
Onde tudo acaba
E tudo começa
Na eternidade do amor,
Estou Eu,
O teu Senhor.
Serás semeado,
Regado, alimentado,
E darás fruto abundante,
Porque serás e estarás,
Enraizado em Mim…

INESITA disse...

De uma sementinha
nasce um grande coração
alegre para a vida
sem medo e sem solidão.

Anawim quando olhei para a imagem lembrei-me logo da história que a Maria "Sol da Manhã" me está a contar,entra lá um paraquedas chamado "Confiança".
É assim que eu vejo este homem da imagem a saltar.

Mereces muuuuuuiiiitos beijinhos.
Não te conheço pessoalmente mas por aqui pareces-me parecido com um grande amigo meu,que é muito especial.Já estás a ver quem é?
Espero que ele ao ver isto não tenha ciúmes.EHEHEHEHEH!

Ni disse...

Gosto desta vida sem terra que nos prende os pés...
Ter nas nuvens a casa sem telhado
Para apreciar o céu mais além...
E em casa o céu há distância da pele.
Gosto desta vida pura,
Desta casa sem portas,
Deste céu cheio de vida.
Gosto da sala, do quarto e do corredor...
Da segurança o tronco que rasga o céu,
Da música que paira sem parar...
Das cores que em arco são mundo...
E dos saltos que não saltam mas caminham.
Gosto de Ti que vives comigo...
Gosto da família que abraçamos nesta casa inteira...
Gosto de gostar...


abraço

anawîm disse...

joaquim...
ai Joaquim... ehehe
juro-te que nem sei o que dizer
QUE PROFUNDIDADE NAS TUAS PALAVRAS!!!...
Agradeço mais uma vez ao nosso Deus, por ti!...

inesita...
I N E S I T A . . .
Consegues imaginar a minha alegria por ver-te aqui? Consegues?
bah... nãhh... é muito maior, muito maior do que consigas imaginar...
EHEHEHEHEHEHEHHEHEH
OLHA SÓ COMO ME PUSESTE FELIZ!!!...
Vou falar-te como se fala a gente crescida:
Absolutamente deliciosa a quadra que fizeste acerca da imagem... Deliciosa... que até me deixou aqui a pensar em mil coisas bonitas como é nascer e renascer Coração, esperança, alegria, vida plena quando vivida sem solidão, ou seja, na comunhão com outros Corações, e sem medos que nos prendam...
AGRADEÇO-TE, Inês, pela quadra tão profunda em significado!
Adorei os teus beijinhos (e, eu cá não me importo muito que esse teu amigo especial, que sabemos quem é, que fique com ciúmes... ahahah!)
VOLTA SEMPRE, TÁ?
Abraço-te muito muito... a ti, e também à Marianinha, à Mila e ao Victor

Ni...
... e eu gosto muito do que escreve esse teu Coração já tão d'ELE...
eheh...
Abraço muito grande para ti!