Pages

O MONGE E O PEIXE






depois de "ler" esta pequena história uma segunda vez...
...tantos significados podem surgir...

3 comentários:

Discípulos disse...

Recordamos os últimos momentos da nossa Querida e Santa Irmã Lúcia antes de "Nascer" para a Plenitude do Amor de Deus, a 13 de Fevereiro de 2005 pelas 17:25h.

"Sim, naquele momento, o seu olhar que se apagava para esta vida, abria-se à Luz Eterna de Deus! Num dado momento, inesperadamente, aqueles olhos que tantas vezes contemplaram o Invisível, abriram-se! Olhou todas as Irmãs. Depois voltou- os para a direita e fixou os meus. Não consigo descrever a profundidade desse olhar! Foi impressionante. Coloquei o crucifixo nessa direcção e em seguida voltou a fechá-los. Foi a despedida." (Irmã Celina, Madre Superiora)

Para além de recordarmos o dia do seu nascimento para a Eternidade, convidamos-te a partilhar, em intimidade, no silêncio da alma a Santidade.

Maria João disse...

A mim passaram-me vários significados.

- Não devemos ser demasiado obstinados. Se calhar há coisas que não têm mesmo de ser nossas. Deus sabe o que é melhor para nós, mesmo que não o entendamos desde logo.

- Há coisas que não podemos fazer sozinhos, outras temos mesmo de fazer sozinhos (quer dizer temos sempre Deus, claro)

- Não devemos desistir dos nossos objectivos facilmente. Quando Deus achar que não devemos continuar a luta indica-nos que devemos parar. Para isso também é preciso estar atento, claro.

- Para conseguirmos falar com certas pessoas, às vezes é preciso lutar muito e cativá-las.

- Às vezes perdemos tempo a mais com as nossas ideias fixas e não conseguimos escutar Deus e os outros.

Gostei imenso deste momento. Obrigado.

Beijos em Cristo

Bento disse...

Excelente! Abraço