Pages

HOJE, BEM SABES, É SÓ PARA TI... ESTE POUCO DE CÉU

(volto a colocar hoje, aqui, este post, que já publiquei há um mês... hoje, é para ti! ... o meu coração chora amargamente o Não-Amor dos filhos do Deus-Todo-Amor..... chora contigo...... mas agora, sê o que és e avança.... VOA, não sobrevoes! VIVE, não sobrevivas!)




"Hoje
parece bastar...
....um pouco de céu..."















Cantei, dentro de mim, contigo,
este canto, que sentiste teu também,
mas agora permite-me que cante eu para o Rei e Senhor do meu coração:

“Só hoje senti que o rumo a seguir levava para longe…”
“Só hoje esperei já sem desespero que a noite caísse…”
e assusta cada amanhecer,
e assusta tanto cada anoitecer,
porque, atravessando as Tuas alamedas nunca “sei o que vem a seguir”
mas quem poderá calar o grito de quem caminha em Ti, só?
e só para Ti, em Ti, e em Ti, no mundo que gira?
e arrancas do peito o coração para o fazer correr… voar
atrás de Ti… pelos campos fora
por isso…
“…não posso ficar…”
dentro de mim, só
só dentro de mim ficar “um pouco de céu”

“…quero procurar…”
onde vive o Teu Coração.
Sem querer, Te persigo,
assim me inspiras a fazê-lo… assim, tão pobre que sou, que
nem é minha, a minha busca de Ti só

e planos meus para quê?,
Tu ris-Te, carinhosamente, deles
os Teus planos para mim é que são infinitamente belos
infinitamente amantes

às vezes não há “chão” que chegue para este coração
que umas vezes é tão grande,
que não cabe dentro de mim e se derrama
doce ou amargamente noutros corações

outras tantas vezes este coração é tão pequeno…
tão ínfima partícula, que o perco dentro de mim…
e não sei mais onde o deixei…
talvez o perca, sim
doce ou amargamente noutros corações

e ainda assim
tão ousadamente sabendo ser só só só Teu,
este tão coração, tão Teu, Senhor Criador de corações

sim, há qualquer coisa a nascer…
meu Deus… quererás devolver-me finalmente
esse “amor primeiro”, nesta noite tão negra da vida,
esse amor da primavera com que Tu, meu Rei, me cativaste
e me fizeste correr
voar… para sempre, para Ti só?

mas, afinal, não há palavras…
palavras efémeras há muitas,
mas perenes… só Tu, minha Palavra Amada,
Yeshuah Amado… Tu que és, “no fundo de mim”,
“um pouco de céu”









5 comentários:

Anónimo disse...

anawîm...


Muito lindo, mas tb muito triste o post de hoje.
Fui ao meu grupo de oração e orei por vcs (padres, monges, não sei como chamá-los).
Que Deus continue nos abençoando a todos.


Uma amiga do Brasil.

Maria disse...

Olá Anawîm!

Que delícia para a alma, Andorinha do Pai! Estou tao longe fisicamente e fizeste-me sentir em casa... Ah! escusado será dizer que fizeste vir as lágrimas aos olhos... Obrigado, Anawîm, obrigado por este momento.

Maria Anawînzinha
(sol da manhã)

elsa nyny disse...

MANO!!!

Deixa-me estar aqui no teu coração...
alma doce...coração Coração de Jesus!

beijinhos

pe.cl disse...

Sei porque sofres hoje e eu sofro contigo... mas neste Nosso Deus que É no "fundo de nós um pouco de céu" tudo podemos.

O que nos fere mas não nos destrói é o que nostorna mais fortes.

Abraço forte em Cristo.

anawîm disse...

Caríssima Amiga das Terras do Brasil...
de cabeça erguida caminhemos... do menos bom, o Senhor o transforma no mais delicioso dos manjares....
Que reconfortante é a tua presença por aqui... nesta hora que eu quereria só calar...
Vá vá... alegria de Deus
Só amar... amar... amar... sempre e só amar
agradeço as orações, muito muito precisamos dessa súplica incessante ao nosso Deus e Senhor, também oro por todos vós, aí.... que sois estrelas orantes luminosas, no meio das noites...
Bendito seja Deus, por vós!


maria pequenita anawîm...
que alegria imensa, imensa em ver-te por aqui
que bom, que bom...
olha... deixei-te uma palavra no teu cantinho, mas ainda não apareceu por lá... espero que tenha entrado lá
Quero saber de ti, coração-menina... sempre que possas, dá por cá um saltinho e conta essas aventuras por aí, com Ele....
Abraços fortes, fortes, fortes no Deus-Amor


elsita-coração de Deus,
é bom ter sempre o carinho da tua presença por aqui.
Abraços grandes no Deus-Todo-Amor


pe.cl,
Bendito seja Deus que trouxe a comunhão dos nossos corações n'Ele só... o Único que é a razão do nosso viver!
O coração triste, pega novamente nos remos e... aqui vamos, depressa ou devagar... a caminho, que Ele não nos desampara, este Deus louco pela nossa miserável humanidade...
Quando souber mais alguma coisa, digo-te...