Pages

Jesus o de Nazaré


Yeshuah ha-notsri…
Yeshuah ha-notsri…
Yeshuah ha-notsri…
Yeshuah o de Nazaré
Jesus o de Nazaré
Sabe-me tão bem saborear o teu nome!...
Sinto-te mais perto quando toco nas “pedras” que pisaste
Sinto-te mais presente quando te leio a História, o Tempo que viveste,
quando ainda estavas a caminho
quando ainda te descobrias
quando ainda te interrogavas
quando ainda te formavas pessoa
quando caminhavas, te deitavas para dormir, te sentavas a comer e a beber
quando te alegravas e quando choravas
quando rias e dançavas
quando te sentavas a escutar alguém
quando gostavas de contar uma história
quando o teu olhar fixava o olhar de alguém
quando simplesmente paravas só para respirar
quando simplesmente paravas e deixavas que a chuva te molhasse o rosto
quando simplesmente fechavas os olhos para sentires na pele o calor dos primeiros raios de sol do dia
quando havia aqueles momentos em que só querias subir a passos largos para respirar no alto do monte, longe de tudo, longe de tudo… perto do Abba…

Sinto-te mais perto, por saber que não eras um Doutor da Lei, nem Doutor em Teologia daqueles tempos, aliás… não sabias lidar muito bem com leis inventadas por nós, demasiado à nossa imagem e semelhança sobre o Abba.

Também não andaste a elaborar nenhum esquema de empresa para divulgar-te a ti e a meia dúzia de coisas que dissesses e outra meia dúzia que entretanto também inventássemos sobre ti.
Sim… porque nós gostamos tanto de grandes empreendimentos, e acerca de ti tivemos mesmo que florear algumas coisas porque, afinal de contas, deixaste que te matassem sem dares luta… não foste propriamente um herói que morreu em combate pela sua pátria!...
A tua vida, junto com a dos teus seguidores, admitamos, resultou num grande fracasso.

Muitas vezes parece-me que temos medo de encarar isto com muita verdade, corremos demasiado depressa para a ideia do Abba te ter ressuscitado, e esquecemos que foste um homem a quem o Abba ressuscitou, um homem que nasceu viveu e morreu, uma vida cheia, um tempo inteiro que acabou da pior maneira possível.

Era tão fácil ter sido de maneira diferente.
Porquê assim?
E como é que, do meio de tantos e tantos judeus crucificados, essa macabra tortura romana… como é que, do meio da vergonha de tantos homens crucificados, eu te conheço a ti?... Como?

E não me fales hoje em ressurreição e experiências pascais… só hoje…
só hoje deixa-me pensar e saborear a tua vida assim
deixa-me estar contigo assim,
mesmo entendo-te pouco,
é que antes do Abba te ter ressuscitado foste um ser humano como eu, nem mais, nem menos… o Abba ressuscitou uma vida cheia de vida…

Só hoje… quero saborear o teu nome…
… Yeshuah ha-notsri…
… Yeshuah ha-notsri…


8 comentários:

Sol da manhã disse...

"A tua vida, junto com a dos teus seguidores, admitamos, resultou num grande fracasso. (...) E como é que, do meio de tantos e tantos judeus crucificados, essa macabra tortura romana… como é que, do meio da vergonha de tantos homens crucificados, eu te conheço a ti?... Como?"

Como Yeshuah?
Como?
Como?
Como?
...

Anónimo disse...

Anawim, hoje tenho mesmo que te dizer muito e muito obrigada! esta semana nem dá para respirar.São posts todos os dias. Que maravilha! Bem hajas por toda esta riqueza partilhada connosco! Um abraço da Maria Correia

Marianinha disse...

Perguntaram-me se eu tinha namorado,e eu respondi:
-Tenho um namorado muito especial que vive bem juntinho ao meu coração,que se chama JESUS.
As pessoas que me perguntaram,disseram-me:
-Como é possível?! Teres o mesmo namorado que eu? Eheheheheh temos todos o mesmo namorado!!!Eheheheheheheh!

Muitos beijinhos ao nosso Jesus e a ti Anawim.

A minha mana também manda muitos beijinhos.

Anónimo disse...

Que bom é passar pelo teu cantinho
Pela brisa que corre lá fora, te envio um grande beijinho.
Filó

Andante disse...

"Só hoje… quero saborear o teu nome…"

Subir à montanha e gritar bem alto de modo que todo o mundo levante a cabeça:

-Abba, Yeshuah vive em mim!


Beijos peregrinos

anawîm disse...

AMIGOS...
Deixem-me dizer-vos que está a saber-me tão bem, depois de termos reflectido um pouco no que o ser humano é... reflectirmos agora quem é este homem, Jesus!!!...


Sol da manhã...
pois... COMO?

Maria...
eheh... É, e só te deixei respirar estes diazitos entretanto porque não consegui mesmo vir aqui... é ELE que nos deixa sem fôlego, isso sim.
Agradeço-te MUITO por quereres ir a caminho também!

Marianinha...
Oh Marianinha... derreti-me completamente com o que me contaste...
EHEHHEHHEHEHHEHEHEHEHEHEHHEHEH
Tens uma sorte do caneco de ter este namorado que vive assim tão juntinho do teu Coração...!
Jesus é tão especial para cada pessoa, não é?
Mas olha que, eu cá desconfio que ele gosta mesmo ti, de uma maneira única, vê-te assim de uma maneira especial que mais ninguém vê, apaixonado sim... ele gosta mesmo de ti, mariana... eheheh... QUE BOM!!!...
Se não te importares, distribui, por mim, aí por casa muitos abraços para os teus papás e para a tua mana Inês também.
Marianinha, eu também gosto muito de ti!...
Um beijinho muito especial para ti!

Filó...
Olá!... É a primeira vez, que eu me lembre, de te "ver" por aqui... Que bom que passaste por aqui!... Volta sempre!
Um abraço grande para ti.

andante...
Sim... gritar bem alto o nome saboreado que às vezes queima por dentro e não nos deixa enquanto não falamos desta notícia boa que Ele é...
Agradeço-te muito pela pessoa belíssima que és... tens um Coração único, tão bom!...
Um abraço grande

Marianinha disse...

Oh Anawim, gostei tanto do que me escreves-te...
E só por isso eu e a minha mana mandamos-te muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiitos beijinhos e um xi-coração muito apertadinho!

Ni disse...

Anawîm, deixa-me começar assim: "Que saudades...".
Estes últimos dias foram grandes... mas já estou de férias! (novidade quase, quase em primeira mão).
Confesso que tenho a mania de ver antes a imagem dos post's... e esta fez-me sorrir... feliz... muito feliz por ti.
Sabes? É que só escrevemos na areia o que queremos muito e o nome dos que amamos tanto que não sabemos explicar.
Pensei agora que talvez seja por isso que em pequeninos construimos castelos... para ali guardarmos tudo o que será em nós felicidade.

Um abraço... aquele... apertado... oh, tu sabes.